1995

NACIONAIS
Fogo de Mão, Gilberto Gil, Ilê Aiyê, Marcos Suzano, Milton Nascimento, Neguinho do Samba/Olodum, Sérgio Otanazetra, Naná Vasconcelos.

INTERNACIONAIS
Los Muñequitos de Matanzas Cuba, Doudou N`Diaye Rose Senegal, Adama Dramé Costa do Marfim, Terri Lyne Carrington EUA, Drummin 2 Deep EUA, Layne Redmond EUA, Shobha Gurtu Índia,
La Calenda Uruguai.

LOCAL Salvador
DIREÇÃO ARTÍSTICA / CURADORIA Naná Vasconcelos

_

RELEASE

BAHIA DE TODOS OS SANTOS

Bahia de Todos os Santos, ritmos e sons – mais do que em qualquer outro lugar do mundo, aqui a diversidade étnica oriunda da África encontrou espaço para, juntamente, com outras influências, forjar uma identidade cultural rica e própria. Aqui foi o encontro das ‘Áfricas’, aqui é a memória das ‘Áfricas’. Por extensão, uma identidade presente (em menor ou maior escala) em todo o Brasil. Em termos musicais, o que explica o nascimento do samba e a variedade de instrumentos de percussão no país. Por isso, em nenhum outro lugar poderia surgir e consolidar-se um acontecimento como o PercPan. Como diretor artístico, espero que o resultado seja uma sinfonia percussiva que abrace músicos e público: eu dedico essa sinfonia ao Rei dos Palmares.

Naná Vasconcelos
Diretor Artístico

IMAGENS

 

Vídeo